Cheganças no Instituto NOW: muito prazer, Julia e Marilia!

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Cheganças no Instituto NOW: muito prazer, Julia e Marilia!

artigo por Julia Francisca

 

Quando vi o anúncio de vaga para trabalhar como criadora de conteúdo no Instituto NOW a primeira coisa que chamou minha atenção era não ter que provar conhecimento a partir de estudos formais. “Não importa como você adquiriu, mas precisamos que você consiga demonstrar experiência e facilidade em trabalhar com texto e outras formas de se comunicar.” Isso me animou desde o começo!

Escrever currículo é algo frustrante para muitas pessoas e para mim não é diferente: sempre que vou resumir as minhas experiências formais sinto que não faz juz ao que realmente sei e posso oferecer. Trabalhei vários anos como astróloga, artista e professora de arte e astrologia, numa abordagem investigativa e criativa muito diferente da ideia de previsão e determinação que as pessoas estão acostumadas. 

Para comunicar essa abordagem singular comecei a produzir conteúdo em um blog autoral e nas mídias sociais. De forma autodidata passei a estudar marketing digital, entender o meu público e a melhor forma de atingir pessoas interessadas no que tinha a oferecer. Depois de vários anos trabalhando apenas para mim mesma ou em parcerias artísticas comecei a sentir falta de estar em equipe e de ter um trabalho fixo que não dependesse da minha auto-produção. Num primeiro momento, não sabia para onde ir ou que área buscar, até que uma amiga que conhecia o Instituto NOW me mostrou essa vaga de criadora de conteúdo. E pensei: acho que esse lugar tem a minha cara! 

 

Julia Francisca

Ambiente de trabalho, ambiente de aprendizagem

Depois de um processo seletivo prático e criativo, em julho deste ano entrei para a equipe do Instituto NOW junto com Marilia Moreira para contribuir na área de comunicação. Diferente de mim, Marilia traz um longo currículo como jornalista em redações de jornais impressos e sites jornalísticos. Em comum, temos a origem nordestina, a atuação antirracista, a paixão por arte e cultura e a busca pelo aprendizado contínuo. 

O depoimento de Marilia sobre sua chegada diz muito sobre a proposta e metodologia do Instituto NOW:

 

Aprendo com o Instituto NOW desde antes de ser aprovada no processo seletivo. Falo isso porque foi nesta oportunidade que precisei fazer meu primeiro vídeo-currículo, o que me demandou pesquisar sobre o formato, sobre o que geralmente se fala e o sobre outras coisas típicas de quem não sabe direito para onde vai, mas quer ir. Durante a entrevista, também aprendi um bocado. Nunca antes em uma seleção eu tinha sido apresentada a uma situação e questionada sobre como reagiria a ela. Aquela pergunta, feita daquele modo e naquele contexto, acionou várias coisas em mim. 

Além daquela insegurança típica sobre se me saí bem ou se acabei cometendo “sincericídio”, acho que a maior felicidade foi sentir que fui autêntica, e que se me chamassem pra vaga, eu já tinha revelado bastante coisa de quem eu era. De julho até hoje, sinto que todos os dias aprendo mais um pouco por aqui: organização e documentação de processos, relações interpessoais, dinâmica de trabalho remoto com pessoas que nunca se viram pessoalmente, habilidades mais técnicas da área de Comunicação. Cada dia um pouco mais. 

 

Marilia Moreira

 

Mas afinal, o quê são competências?

Acho que a palavra que mais ouvimos quando entramos no Instituto foi “competências”. Eu conhecia essa palavra associada ao ensino formal por causa de minha formação em Licenciatura em Artes Visuais, mas não entendia exatamente como ela se aplicava em outros contextos. Para Marilia, que tinha uma trajetória distante do ambiente da educação, esse conceito também não dizia muita coisa. 

Foi numa reunião de equipe ao me usarem como exemplo que finalmente entendi: é possível desenvolver competências em contextos não-formais e informais de aprendizagem. Como no meu caso em que desenvolvi a competência de gerenciar processos, solucionar problemas e criar propostas criativas de comunicação sem ter formação em jornalismo, administração ou publicidade.

Nas pesquisas para pensar a comunicação do Instituto entendi, a partir da minha experiência pessoal, como as competências envolvem a relação entre conhecimentos, habilidades e atitudes. Nesse momento entendi a importância do trabalho do Instituto NOW: tornar visível e mensurar o desenvolvimento de competências em diversos contextos de aprendizagem. Depois desse entendimento percebi inclusive que poderia ter escrito um currículo muito mais interessante para o processo seletivo! (Que bom que teve um exercício prático de escrita e uma entrevista, não é mesmo?!)

 

reunião da equipe do Instituto Now, de chapéu

Novidades na comunicação do Instituto NOW

A partir do nosso esforço em entender a proposta do Instituto, eu e Marilia nos vimos com o desafio de comunicar isso para um público mais amplo. Pensamos que, assim como a gente, outras pessoas podem se identificar ou mesmo estar próximas desses assuntos, sem necessariamente conhecer alguns conceitos específicos ou contextos da educação não-formal mais comuns fora do Brasil.

Nós e o resto da equipe ainda estamos reformulando muita coisa na comunicação do Instituto NOW, mas as novidades já estão aparecendo aos poucos. Estamos marcando presença em artigos aqui no blog e também no Instagram. Estamos mudando a identidade visual do Instituto, o conteúdo do site, produzindo um Manifesto sobre o que acreditamos e a Nowsletter vai ganhar um novo formato. Acompanhem! Vem muita novidade por aqui!